• Carrinho Vazio.
  >  Mobiliário Infantil   >  Troque os eletrônicos do seu filho por um instrumento musical

Troque os eletrônicos do seu filho por um instrumento musical

Saiba mais sobre os benefícios da música para as crianças!

No dia a dia corrido de pais e mães que fazem de tudo para dar conta da família, da casa e de suas carreiras, por vezes os pequenos ficam com momentos de lazer comprometidos ao uso de telas e eletrônicos. Querendo ou não, essa é uma maneira mais fácil e prática de distraí-los enquanto os adultos precisam resolver alguma responsabilidade.

Mas, vale saber que o excesso de telas pode ser prejudicial às crianças. Ao site do jornal El Pais, o neuropsicólogo Álvaro Bilbao destacou o aumento expressivo dos casos de crianças com TDA (Transtorno do Déficit de Atenção) nas últimas décadas – número que está sete vezes maior desde que as telas e os eletrônicos começaram a fazer parte do dia a dia familiar.

“Desde os anos 80, sabemos que mais tempo na frente da TV se traduz em menos paciência e autocontrole, pior desenvolvimento maturativo da atenção e maiores taxas de fracasso escolar.”, disse o neuropsicólogo ao El Pais. E complementa:

Segundo ele, a razão é muito simples. Quando a criança brinca ou interage com seus pais ou irmãos, o cérebro precisa voltar a atenção voluntariamente para aqueles estímulos ou pessoas com que interage. Já ao se sentar na frente da televisão ou celular, a tela que captura a atenção da criança.

Eletrônicos para crianças: como mudar essa realidade - Estúdio Tauga

Com isso, é possível perceber que a quantidade de telas no dia a dia das crianças é relacionada à falta de paciência e capacidade de manter a atenção em algo que não seja eletrônico.

Além disso, é sempre importante destacar que a AAP (Academia Americana de Pediatria) recomenda que telas e eletrônicos sejam disponibilizados às crianças, com moderação, apenas a partir dos 18 meses de idade. Logo, o primeiro contato deveria acontecer quando os bebês completassem um ano e meio.

 

Uma alternativa para distraí-los e entretê-los

Então, se telas não são permitidas – ou, minimamente dizendo, fazem mal à saúde mental e física dos bebês – como driblar a falta de tempo dos pais (ou qualquer outro motivo) e mantê-los calmos alegres?

A resposta pode parecer mais simples do que você imagina: um instrumento musical! Do mais simples ao mais rebuscado. A escolha do instrumento depende da idade e da personalidade do seu filho ou sua filha. Além de você proteger seus pequenos do excesso de uso de eletrônicos, há também os benefícios provenientes da prática musical!

De acordo com pesquisas, estudar música melhora a memória, a criatividade, as relações sociais, o sistema cognitivo, os níveis disciplinares, a percepção de sons, a coordenação motora, a autonomia e a autoconfiança, dentre muitos outros benefícios. Além de tudo isso, pesquisas mostram que a música também ajuda na alfabetização e no desempenho escolar como um todo!

Troque os eletrônicos por instrumentos musicais Estúdio Tauga

Então, troque o eletrônico do seu filho por um instrumento musical! Acredite, vai valer a pena! Mas, enquanto não fizer isso, o que acha de proporcionar outros espaços de lazer e diversão para os pequenos?

Os móveis do Estúdio Tauga são perfeitos para isso. Recomendamos o escorregador Slip para áreas externas – vai deixar a brincadeira muito mais divertida – e a mesa Gloop para tornar a lição de casa mais interessante. Toda criança ama!

Conjunto Estudio Tauga

Embarque conosco também em uma aventura pelo Instagram @estudiotauga, onde sempre postamos conteúdos interessantes, divertidos e informativos. Esperamos vocês por lá!

Publicar um comentário